As flores são uma excelente decoração para um apartamento, mas se você tem um cachorro em sua casa, deve escolher suas plantas com cuidado, pois algumas delas podem causar muitos danos e ser tóxico para animais de estimação.

 Plantas tóxicas para cães

Plantas tóxicas que você deve manter longe do seu cão

Mesmo a ingestão de uma pequena flor venenosa pode fazer com que seu cão vomite e tenha diarréia ou sofra irritação na pele, as membranas mucosas ou a conjuntiva. Você também deve estar alerta durante as caminhadas, porque as plantas tóxicas de aparência bonita também crescem na grama.

Sua aparência pode atrair filhotes curiosos. Também tome cuidado com as flores da estação que você preparou em casa. Os cães estão sempre interessados ​​em todas as novidades.

Aqui está uma lista das 10 plantas tóxicas mais perigosas para cães.

1. Aloe Vera: planta tóxica para o seu cão se consumida inteira

O suco amargo contido na polpa do aloe vera pode causar vômitos e diarréia no seu cão. Se seu animal de estimação tiver calafrios, irritação na boca e mucosas, leve-o ao veterinário.

Seu cão parece deprimido e cansado sem motivo recente recentemente? Se você tem aloe vera em casa, veja se o seu cão consome acidentalmente. O aloe vera contém saponinas, que podem causar depressão e exaustão em um animal.

2. Antúrio: reduz o apetite do cachorro

A ingestão de partes do antúrio (ou planta de flamingo) pode irritar as membranas mucosas e a boca de um cachorro. O animal não terá apetite, mas ocorrerá salivação excessiva. O oxalato de cálcio presente na planta pode causar vômitos graves e dificuldade em engolir alimentos.

3. Fikus: Irritante para a pele de animais

Ficus é uma planta popular. O suco dessas plantas tóxico para um cão, contém látex. Irrita a pele, as mucosas e os olhos e muitas vezes causa alergias. Além disso, o animal não precisa comer ficus para ficar doente! Se o suco sair da folha, seus vapores podem irritar cães muito sensíveis.

4. Hera: Uma das plantas tóxicas para cães que você deve evitar mais

A hera comum contém saponinas. Seu consumo irrita a pele e a conjuntiva do cão, também causa diarréia. Quando um animal come mais folhas, ele pode até parar de respirar, alucinações e dormência. Ivy é extremamente tóxico para eles.

5. Gloriosa

A gloriosa superba é uma bela planta que cresce cada vez mais em nossos jardins. Eles são muito tóxicos, mas as partes subterrâneas são particularmente perigosas. Quando um cão cava o chão e mastiga um tubérculo, ele pode vomitar, sofrer de diarréia com sangue e até convulsões

6. Véspera de Natal

Poinsétia, a estrela do Natal ou euforia (Eupchorbia pulcherrima). Leite esbranquiçado fortemente venenoso, que contém ésteres de diterpenos. Quando um cão come pelo menos parte da planta, ele sofre de dor de estômago, vômito e diarréia. Os filhotes podem sofrer irritação e danos nos rins.

7. Visco: uma planta que é prejudicial a um cão

Visco (Viscum). As bagas da planta são especialmente perigosas. Portanto, se você pendurar um raminho de visco no telhado no Natal, remova todas as frutas com antecedência para que não caiam. Seu consumo por um cão causará graves dores de estômago, mas também hipotensão muito perigosa (pressão arterial baixa).

8. Ciclâmen: uma planta tóxica para cães

Ciclâmen persa (Cyclamen persicum). Muitas vezes confundida com violeta alpina, é uma planta muito venenosa. Primeiro, os rizomas são perigosos. Quando o cão chega até eles, ele terá baba, vômito e diarréia. A planta é especialmente perigosa para cães pequenos, além de doente e fraca, pois pode causar arritmias cardíacas, convulsões e coma.

9. Jacinto: causa dor de estômago em cães

Jacinto (Hyacinthus orientalis). Seu consumo pode causar dores de estômago, vômitos, diarréia com sangue e até convulsões. Mas devemos também ter cuidado com o jacinto? quando o suco da planta entra no olho, pode ocorrer conjuntivite ou reação alérgica.

10. Tabaco

Tabaco (Nicotiana). Cresce mais frequentemente em nossas casas. As folhas e as flores são perigosas para o cão, seu consumo causa diarréia e vômito, problemas respiratórios também podem ocorrer em seu animal de estimação; em qualquer caso, você deve ir ao veterinário para uma rápida avaliação da imagem apresentada pelo animal.

Comentarios

comentarios