O jantar é uma das três principais refeições do dia. Há algumas pessoas que preferem evitá-lo porque acham que estão cuidando de seu peso.

No entanto, isso não é recomendado. Pelo contrário, há muitos benefícios associados a um jantar completo e saudável.

O jantar oferece saciedade e evita momentos indesejáveis ​​de fome durante o dia. Está provado que permite desenvolver, tonificar e energizar os músculos do corpo durante a noite. Prepara-os para a rotina do dia seguinte

Daí a importância de que a sua preparação seja apropriada. Aqui, então, são várias dicas que devem ser seguidas para tornar o jantar uma refeição verdadeiramente benéfica para o corpo.

1. Adicione um alho

O alho pode ser adicionado ao alho. qualquer prato de comida ou como condimento ou como complemento.

Ao preparar o jantar, é aconselhável adicionar um dente de alho depois de adicionar todos os ingredientes. Isso dará um sabor delicioso à comida. Além disso, você aproveitará os benefícios terapêuticos que o alho oferece ao corpo humano .

2. Escolha azeite em vez de óleo vegetal

O azeite tem múltiplas propriedades que o tornam benéfico para a saúde. Ajuda a fortalecer o sistema cardiovascular e reduz o risco de câncer.

Substituir o óleo vegetal por azeite para fritar, temperar, assar, marinar ou refogar, dará um toque mais natural e nutritivo ao jantar.

3. Dê um toque de cebola

É altamente recomendável adicionar cebola à preparação das refeições. A cebola contribui para a digestão dos alimentos e oferece uma grande quantidade de nutrientes, útil para o nosso bem-estar.

Então, se você quiser fritar a carne para o jantar, você deve primeiro fritar uma cebola picada em uma panela. com um pouco de azeite, por 2 minutos ou 3 minutos. Em seguida, adicione a carne junto com o sofrito e cozinhe tudo junto. Isto dará um sabor requintado à comida.

Você pode estar interessado: 5 remédios com cebola para tosses e outras doenças

4. Evite o uso de condimentos ou molhos artificiais

Para a preparação do jantar, recomenda-se usar especiarias e temperos naturais. Tente não usar o máximo possível de produtos artificiais, como molhos ou condimentos e manteigas embalados. Também é aconselhável evitar o consumo de carnes ou alimentos embalados.

Isso ocorre porque não sabemos de onde eles vieram e eles geralmente têm uma quantidade elevada de produtos químicos. Além disso, geralmente contêm sais e gorduras adulterados, que prejudicam não apenas nossa digestão, mas a saúde em geral.

Tempere com sal moderadamente

Como em qualquer outra refeição do dia, o consumo de sal no jantar deve ser moderado. Alimentos muito salgados podem trazer problemas de saúde.

Desta forma, vc uma pitada de sal é mais que suficiente para temperar e preparar nossas carnes, saladas e molhos. Pode ser complementado com um toque de especiarias e temperos naturais. Eles darão um sabor melhor à comida.

6. Acompanhe seu jantar com uma bebida saudável

O jantar deve ser acompanhado de uma bebida saudável para completar sua comida.

O jantar deve ser acompanhado com uma bebida que Forneça energia e ajude a regular a digestão. Vamos dar um exemplo: um algum smoothie verde ou algum suco natural.

Não é recomendado consumir bebidas açucaradas artificiais ou refrigerantes junto com o jantar. Eles tendem a causar problemas de estômago e flatulência. Por outro lado, o consumo sustentado dessas bebidas poderia causar, ao longo do tempo, problemas de saúde.

Você pode estar interessado: Descubra por que os smoothies verdes são seus grandes aliados na dieta

chave para uma boa saúde

Como dito acima, o jantar deve ser o mais saudável possível. E seu tempo de consumo não deve ser tão tarde da noite. S e recomenda o jantar entre as 20:00 e as 21:00.

Isto favorece os processos metabólicos do corpo. Se, ao contrário, janta mais tarde, geralmente leva a desordens no metabolismo problemas de sono, obesidade, diabetes, entre outros.

Em resumo, vamos comer e fazer bem. Ou seja, na hora e com os alimentos certos. Seu corpo vai agradecer.

  • Bayan, L .; Koulivand, P. H. e Gorji, A. (2014). "Alho: uma revisão dos potenciais efeitos terapêuticos", Avicena Journal of Phytomedicine, 4 (1), 1-14.
  • Ele, F. J. e MacGregor, G. A. (2009). "Uma revisão abrangente sobre sal e saúde e experiência atual de programas de redução de sal em todo o mundo", J Hum Hypertens, 23: 363-384.
  • Res, P. T .; Groen, B; Pennings, B; Beelen, M; Wallis, G. A. Gijsen, A. P.; Senden, J. M.; Loon L. J. van (2012). "A ingestão de proteína antes do sono melhora a recuperação pós-exercício durante a noite", Med Sci Sports Exerc, 44 (8): 1560-69. doi: 10.1249 / MSS.0b013e31824cc363. PubMed PMID: 22330017.

    

Comentarios

comentarios