Muitas vezes ignoramos certos sintomas e dores no corpo, mas é bom levá-los em consideração e também consultar um médico.

Dores que você não deve ignorar [19659004] A Aqui estão alguns dos sinais e sintomas que você deve estar ciente para não ter complicações no futuro, ou que podem até mesmo servir para prevenir possíveis doenças futuras.

1. Dor ou desconforto no peito, pescoço, ombro, braço ou abdômen

Dor no peito pode indicar pneumonia ou ataque cardíaco. Essas condições geralmente aparecem como um incômodo e não devemos esperar que a dor apareça. Desconforto, associado a doenças cardíacas, também pode ocorrer no pescoço, ombro esquerdo, braço ou abdômen e pode ser acompanhado por náuseas.

Mesmo desconforto intermitente, não apenas desconforto permanente, deve ser tratado muito seriamente e pode ser causado por um estímulo excitante, desconforto ou temperaturas extremas.

Para as mulheres, os sinais de desconforto podem ser mais sutis

A doença cardíaca também pode ter sintomas gastrointestinais, como inchaço ou desconforto abdominal e pode estar associada à fadiga. O risco de doenças cardiovasculares aumenta drasticamente após a menopausa. Eles podem causar mais mortes entre mulheres do que homens, embora estes últimos corram maior risco em qualquer idade.

2. Dor de cabeça

Consulte um médico imediatamente se as dores de cabeça forem persistentes e constantes. Se você está resfriado, a dor de cabeça pode vir dos seios da face; no entanto, outras causas mais perigosas podem ser, por exemplo: o resultado de uma hemorragia cerebral ou de um tumor cerebral.

Esse também pode ser um sinal clássico de doença cerebral aneurisma (uma área dilatada da parede arterial, como um inchaço no trajeto de uma artéria cerebral que irriga o cérebro).

3. Dor abdominal intensa

Você ainda tem um apêndice? Esteja ciente da possibilidade de uma separação. Problemas na bexiga e no pâncreas, úlceras estomacais e obstrução intestinal são apenas algumas das muitas causas de dor abdominal que podem exigir observação médica.

4. Dor no meio ou entre as omoplatas

Isso geralmente indica artrite, mas também pode ser a causa de um possível problema cardíaco ou abdominal.

Um dos perigos é a dissecção aórtica (ruptura da parede aórtica), que se manifesta como uma dor repentina. Pessoas com alto risco têm condições que podem alterar a integridade da parede dos vasos sanguíneos, como pressão alta, problemas circulatórios, tabagismo ou diabetes.

5. Dor nas pernas

A trombose venosa profunda (um coágulo sanguíneo nas veias profundas do membro inferior) pode ser fatal se for diagnosticada incorretamente.

O perigo pode ocorrer quando parte do coágulo se rompe e pode causar uma embolia pulmonar (um coágulo sanguíneo pulmões), o que pode ser fatal. Os fatores de risco incluem obesidade, repouso prolongado na cama, câncer, gravidez e velhice.

Se você notar que sua perna está dolorida e inchada, consulte um médico imediatamente.

6. Sensação de calor ou queimação na pele

Cerca de um quarto dos 27 milhões de americanos não foram diagnosticados com diabetes. Em pessoas que não sabem que têm diabetes, a neuropatia periférica pode ser um dos primeiros sinais.

Isso inclui uma sensação de queimação ou ardência nas pernas, sintomas que indicam deterioração dos nervos.

7. Dor vaga, combinada ou inexplicável

Muitos tipos de sintomas físicos dolorosos são comuns na depressão. Essas pessoas podem sentir dores de cabeça, dor abdominal ou uma combinação delas.

Como a dor pode ser crônica e não muito intensa, as pessoas com depressão podem ignorar os sintomas. Além disso, quanto mais grave a depressão, mais difícil é descrever os sintomas.

Mas deve haver mais sinais para diagnosticar a depressão. Procure ajuda se sentir que está perdendo o interesse em suas atividades habituais, se não conseguir trabalhar ou pensar com eficácia.

A depressão não afeta apenas a qualidade de vida. Deve ser tratado com eficácia antes de causar alterações no cérebro.

Comentarios

comentarios