O fruto da jaca ( Artocarpus heterophyllus ) ou jaca é um alimento tropical único que se tornou moda entre os gourmets veganos. Sua característica mais peculiar é que, cozida, sua aparência e textura é semelhante à carne, e, portanto, é classificada como "carnes vegetais", mas seu sabor e qualidades nutricionais não têm nada a ver com produtos de origem animal.

A jaca – também chamada yaca – é a maior fruta de árvore que existe: uma peça pode atingir 35 kg de peso. Seu sabor, principalmente quando maduro, é macio e doce, com aromas remanescentes de maçã, abacaxi, manga e banana. Pode ser usado em pratos doces e salgados, como sobremesas e caril.

Quais são as propriedades nutricionais da jaca?

Como a maioria das frutas, é rico em carboidratos. Ele fornece uma caloria por grama de peso e, dadas as proporções de água (73%) e fibra (2 g de cada 100), sua carga glicêmica é baixa, podendo ser consumida por diabéticos.

Quanto aos micronutrientes, destaca-se vitamina C e provitamina A (beta-caroteno). Uma porção (165 g) fornece 18% e 10% das respectivas necessidades diárias. Também fornece fibra (3 g), magnésio, potássio, cobre e manganês.

O teor de proteínas é um pouco maior que o de outras frutas, mas de forma alguma pode ser considerado um alimento alternativo à carne, peixe ou leguminosas. Em 100 g há pouco mais de 1 g de proteína. Em sites, é possível encontrar informações muito falsas, como 10% de proteínas.

Artigo relacionado

 SOJA TEXT

7 alternativas à carne que fornecer proteína


Como o jaca ou jaca é preparado na cozinha?

O jaca pode ser consumido verde ou maduro, cru ou cozido. Na Europa, não é fácil tropeçar em frutas frescas em um mercado. Geralmente é encontrado enlatado com calda ou congelado, e é assim que chega às lojas de veganos. Dado o longo transporte do país de origem, é um alimento com uma grande pegada ambiental, cujo consumo habitual não é muito sustentável longe das plantações.

Para consumir a fruta fresca, primeiro é preciso cortá-la ao meio e remover as sementes. Você pode remover segmentos da polpa com as mãos e colocá-los em água ou salmoura para que sejam preservados até serem consumidos.

Se for uma fruta verde, o sabor da polpa é bastante insípido, mas se o cozinhas (após a drenagem) como se fosse carne adquirem o sabor de especiarias e outros ingredientes. É por isso que caril com leite de coco e sopas são geralmente incorporados. A polpa verde também pode ser cortada em pequenos pedaços que são fritos e consumidos como lanches.

Artigo relacionado

 Alternativas vegetais à carne

    
    <! –

->
    

Comentarios

comentarios