Existem duas articulações temporomandibulares, uma de cada lado, logo abaixo das orelhas e unem o crânio à mandíbula. Essas articulações são complexas e seus distúrbios são muito comuns. Você ouve um estalo na mandíbula ou sua mordida está errada? Você pode sofrer de distúrbios temporomandibulares ou ter os sintomas de uma mandíbula deslocada . Descubra aqui as suas causas e tratamento.

Sintomas de disfunções temporomandibulares

Como saber se sofre de alguma destas disfunções? Esteja atento a estes sintomas :

  • Dor de cabeça que não responde a outros tratamentos.
  • Estalo ou bloqueio das articulações.
  • Dificuldade em abrir bem a boca.
  • Problemas com a mordida.
  • Ranger de dentes à noite.
  • Bruxismo.
  • Apnéia obstrutiva do sono.
  • Desvio da mandíbula ao abrir a boca.
  • Dor e tensão muscular, sensação de que o articulação está deslocada.

Esses sintomas respondem a diferentes causas, que veremos a seguir.

Causas de distúrbios temporomandibulares

Esses distúrbios podem ter várias causas, desde problemas congênitos até fatores psicológicos. Na maioria dos casos, eles são o resultado de uma combinação de tensão muscular e malformações anatômicas, por exemplo, dentes desalinhados. Às vezes, eles aparecem como consequência de doenças como artrite ou osteopenia.

  • Dor e tensão muscular. É uma condição muito comum. Geralmente é devido a um desalinhamento entre os dentes superiores e inferiores ou a falta de dentes. O estresse também pode ser uma causa.
  • Distúrbios das articulações internas. O tecido fibroso da articulação avança, por exemplo, no caso de artrite. Essa condição pode afetar até um terço da população adulta, causando dificuldades em abrir bem a boca.
  • A artrite reumatoide ou outras formas de artrite podem causar irritação nas articulações, mesmo com sangramento. Também pode resultar de trauma. Essa causa é bastante comum em crianças que recebem um golpe na lateral da face.
  • É a formação de osso ou calcificação da articulação. Causa perda de movimento e pode ser resultado de infecção ou defeito de nascença.
  • Os ligamentos se esticam e a mandíbula se desloca, causando uma abertura excessiva. Ocorre como consequência de um trauma.

Tratamento de problemas temporomandibulares

O tratamento varia muito, dependendo da causa. Na maioria dos casos, é uma combinação de terapias, como analgésicos, fisioterapia, relaxantes musculares ou ortodôntica.

  • Tala ou alinhador de resina. Esses dispositivos podem ser usados ​​de dia ou à noite. O noturno reduz o bruxismo e permite o relaxamento e recuperação da musculatura da boca. Eles também ajudam a prevenir danos dentários.
  • Para o relaxamento e estimulação dos músculos da mandíbula. Existem vários tratamentos. O ultrassom alivia a dor, o biofeedback eletromiográfico reeduca o paciente no controle de certos músculos. Geralmente é colocado um dispositivo que estimula as fibras nervosas que bloqueiam a dor.
  • Injeção de toxina botulínica. Alivia espasmos musculares

Agora que você sabe mais sobre distúrbios temporomandibulares não espere. Consulte seu dentista!

Comentarios

comentarios