A consciência é um transtorno em que a pessoa sente que não cumpre seus códigos religiosos ou morais, ou que os viola

O que é conscienciosidade?

o conscienciosidade é a culpa patológica ou a obsessão de cumprir compulsivamente certos preceitos religiosos ou morais. É uma forma de transtorno obsessivo-compulsivo, onde as pessoas se atormentam porque pensam que estão constantemente violando seus códigos morais, éticos ou religiosos.

Pessoas conscientes tendem a ser eficientes e organizadas, em vez de relaxadas e bagunçadas. Eles tendem a ter grande autodisciplina e geralmente agem de acordo com o que percebem como seu dever. Eles também costumam planejar seu comportamento, são sistemáticos e tendem a se comportar racionalmente.

Todos são escrupulosos em maior ou menor grau. No entanto, as diferenças entre uma pessoa com altos níveis desse traço e outra que pontua com níveis baixos podem ser extremamente acentuadas.

Consciência como um traço de personalidade

A consciência é um dos traços fundamentais de vários dos modelos de personalidade mais importantes que existem, como o modelo “Big Five” e o modelo “HEXACO”.

Essa característica às vezes é conhecida por outros nomes, como responsabilidade.

Cada modelo de personalidade define a consciência de uma maneira ligeiramente diferente, mas é geralmente reconhecido que consiste em seis facetas diferentes. São eles: competência, ordem, orientação para o dever, orientação para a realização, autodisciplina e deliberação.

Concorrência

Pessoas muito conscienciosas tendem a dominar facilmente as tarefas nas quais estão realmente envolvidas. As pessoas ao seu redor os percebem como pessoas capazes e confiáveis.

Além disso, quando alguém tem altos níveis de consciência, geralmente se vê como alguém capaz de alcançar o que se propõe a fazer. Isso normalmente está relacionado a altos níveis de autoconfiança.

Ordem

Para uma pessoa escrupulosa, a ordem do ambiente em que se encontra é extremamente importante. Normalmente, tarefas como limpeza serão essenciais para ela.

Muitas vezes, os indivíduos com esse traço têm muitos problemas de convivência com pessoas mais desordenadas ou que dão menos importância a esse fator.

orientação do dever

As pessoas conscienciosas geralmente têm um senso de dever altamente desenvolvido. Eles geralmente têm seu próprio código moral, que tentam seguir independentemente das consequências de fazê-lo. Por exemplo, eles geralmente são muito honestos e evitam conscientemente prejudicar os outros.

Além disso, altos níveis dessa característica fazem com que um indivíduo leve suas obrigações para com os outros muito a sério. Isso significa que, se alguém escrupuloso se compromete a realizar uma ação, geralmente a realiza, exceto em situações extremas.

Por todas essas razões, as pessoas escrupulosas são muitas vezes vistas como confiáveis.

Orientação para realização

Indivíduos com altos níveis de consciência normalmente trabalham muito duro para alcançar a excelência. Eles geralmente têm vários objetivos desafiadores nos quais trabalham e querem ser reconhecidos pelos outros.

Quando essa característica ocorre ao mesmo tempo que outras, como alto neuroticismo ou alta abertura à experiência, pode fazer com que a pessoa seja muito inconformada e tenha muito medo de se tornar alguém medíocre.

autodisciplina

A autodisciplina é uma característica compartilhada por pessoas que são capazes de realizar uma tarefa que não lhes apetece, mas que sabem que as ajudará a alcançar um objetivo que lhes é importante.

A autodisciplina também pode estar relacionada ao caso oposto, ou seja, com a capacidade de evitar certos comportamentos que podem ser agradáveis ​​no presente, mas prejudiciais a longo prazo.

Deliberação

Finalmente, as pessoas com pontuação alta em consciência tendem a refletir com calma antes de tomar uma decisão ou tomar qualquer ação que possa ter sérias consequências.

Para esses indivíduos, sua capacidade de planejar e pensar racionalmente é muitas vezes extremamente importante.

Relação da consciência com o sucesso

Um dos objetivos mais relevantes da psicologia das diferenças individuais é descobrir quais características tornam algumas pessoas bem-sucedidas e alcançam o que se propõem a fazer, enquanto outras não são capazes de fazê-lo.

Por muito tempo acreditou-se que o melhor preditor de sucesso futuro era a inteligência (medida pelo nível de QI). No entanto, hoje sabemos que a consciência é, na verdade, o traço que melhor indica se uma pessoa alcançará ou não o que se propôs a fazer.

De fato, todos os traços que caracterizam uma pessoa escrupulosa estão intimamente relacionados ao sucesso: a capacidade de tomar decisões racionais, a autodisciplina, a capacidade de cumprir compromissos e agir de acordo com sua própria moral, orientação para a realização…

Por isso, hoje muitos pesquisadores estão focados em tentar descobrir se é possível emular as características de uma pessoa conscienciosa caso essa característica não seja naturalmente possuída.

Relacionamento com outras áreas da vida

De acordo com algumas pesquisas, o grau de consciência de uma pessoa também tem uma forte relação com o que acontece com ela em diferentes facetas de sua vida.

Geralmente, a consciência traz consigo uma grande angústia por pensar ou sentir que não é bom o suficiente, as pessoas vivem atormentadas por supostamente violar seus códigos ou pecar constantemente, e em situações mais extremas também sentem o impulso de se punir.

Além disso, a escrupulosidade é sofrida mesmo que a pessoa não seja religiosa e, nesses casos, ela se atormentará pensando que não é um bom cidadão ou uma boa pessoa.

Níveis muito altos de consciência podem levar a grandes conflitos pessoais e também a comportamentos desadaptativos.

Referências

  1. conscienciosidade. Recuperado de 123test.com.
  2. conscienciosidade. Recuperado de psychologytoday.com.
  3. Conscienciosidade: Um traço de personalidade ‘Big Five’. Recuperado de psicólogoworld.com.

A entrada Conscientiousness foi publicada pela primeira vez em Lifeder.

Comentarios

comentarios