Descubra a importância de otimizar os horários das refeições para aumentar a eficiência dos processos metabólicos.

Crononutrição para melhorar a saúde: quais são suas vantagens?

Última atualização: 02 de agosto de 2022

A crononutrição é uma ciência comprometida em otimizar os horários das refeições para impactar positivamente o estado de saúde. Este é um campo muito novo que ainda está em desenvolvimento, Mas evoluiu bastante nos últimos anos. De fato, descobertas interessantes já foram feitas em relação à função metabólica.

Antes de começarmos, é importante notar que o horário das refeições pode não influenciar a fisiologia de todos da mesma maneira. Existem condicionantes genéticos que irão modular as possíveis respostas. No entanto, uma alta porcentagem da população se beneficiará se certas mudanças forem feitas. Descubra-os!

Coma cedo para melhorar a composição corporal

Uma das primeiras conclusões alcançadas pelos pesquisadores em crononutrição é que adiantar os horários das refeições tem efeitos positivos sobre o estado da composição corporal. Um estudo publicado na revista Nutrientes o confirma. Neste sentido, é preferível que a refeição do meio-dia ocorra antes da uma hora e que a refeição da noite ocorra antes das nove.

O metabolismo dos açúcares será realizado de forma mais eficiente com essas rotinas, o que ajudará a prevenir problemas complexos como a resistência à insulina. Este é o prelúdio da diabetes e pode condicionar negativamente a mobilização e oxidação das gorduras.

Em consequência, também é gerado um maior acúmulo de gordura no tecido subcutâneo. Nesse sentido, é importante evitar tais mudanças na composição corporal para manter uma boa saúde.

Agora, não importa apenas o horário de ingestão, também será decisivo escolher corretamente o tipo de alimento consumido. Em princípio, os novos devem sempre ser priorizados. Estes têm nutrientes de alta qualidade no interior.

Na sua vez, eles não têm açúcares simples e gorduras transelementos que tendem a aumentar a inflamação no ambiente interno, conforme evidenciado por pesquisas publicadas em BMJ.

Definir os horários das refeições mais cedo do que o habitual está associado à melhora da composição corporal.


O tempo de consumo de carboidratos é importante

Outro dos conceitos básicos da crononutrição tem a ver com a necessidade de evitar o consumo de açúcares simples à noite. Durante esse período, o corpo reduz sua capacidade de metabolizar esses nutrientes, então seus efeitos no metabolismo parecem piores. Por isso, neste momento, o ideal é aproveitá-lo para satisfazer as necessidades de proteínas e gorduras.

No entanto, é verdade que existem determinações genéticas específicas que podem alterar ligeiramente os resultados. De acordo com um estudo publicado em Nutrição e Diabetesdois diferentes cronotipos podem ser definidos de acordo com a capacidade de metabolizar os açúcares em diferentes momentos do dia.

R) Sim, algumas pessoas serão capazes de usar esses nutrientes de forma mais eficiente pela manhã, enquanto outros se beneficiarão consumindo-os à medida que o dia avança. De qualquer forma, por enquanto não existem meios tecnológicos suficientes para distinguir facilmente o cronotipo de uma pessoa.

Por esse motivo, a recomendação geral é evitar o consumo de açúcares simples à noite, já que nesse horário não costumam ser utilizados como fonte de energia e o risco de acúmulo é maior. Além disso, o jantar é uma refeição que costuma ser menos volumosa, portanto, uma fonte de proteína e vegetais é melhor para gerar saciedade.



Crononutrição no controle do diabetes

No contexto do diabetes tipo 2, a crononutrição parece decisiva. Otimizar o tempo de ingestão de carboidratos pode resultar em níveis estáveis ​​de glicose no sangue, Isso ajuda a evitar que o problema piore ou fique fora de controle.

Mesmo assim, alguns especialistas acreditam na necessidade de limitar a ingestão de carboidratos na dieta em geral. Isso pode ser positivo no nível metabólico.

De qualquer forma, nos próximos anos é possível que mais pesquisas sejam realizadas nesse sentido que nos permitam oferecer um padrão de comportamento eficiente para a distribuição de açúcares ao longo do dia.

Isso não beneficia apenas as pessoas com patologia metabólica; os atletas também encontrarão vantagens interessantes. Com isso, eles poderão preencher os depósitos de glicogênio com mais facilidade. e, portanto, favorecerá seu processo de recuperação.

A crononutrição mostrou efeitos positivos no manejo do diabetes tipo 2 e outros distúrbios metabólicos.

Crononutrição, uma disciplina determinante na saúde

Como você viu, o tempo de ingestão de alimentos pode influenciar o metabolismo dos nutrientes, o que determina o estado de saúde. Portanto, será importante considerar que o consumo de açúcares à noite deve ser evitado na maioria dos casos.

Assim, o desenvolvimento de patologias como a diabetes tipo 2 será evitado, desde que sejam mantidos outros bons hábitos de vida. Claro, deve-se notar que é fundamental evitar o consumo de alimentos de má qualidade, especialmente do tipo industrial ultraprocessado.

Esses produtos contêm uma grande quantidade de açúcares simples e aditivos artificiais, elementos que podem interferir no bom funcionamento da fisiologia ao longo dos anos. Será importante atender aos requisitos em termos de nutrientes essenciais para manter a saúde.

Comentarios

comentarios