Hoje é o Dia Internacional do Livro e dar leitura é sempre uma ótima ideia! Não só porque é um presente enriquecedor, mas porque, além disso, possui uma série de benefícios que todos devemos levar em consideração ao passar parte do nosso tempo imersos nos livros, independente do assunto, pois todos podemos ter gostos …

Como diz Stefan Zweig em 'Encontros com os livros', «desde que o livro surgiu, ninguém está completamente sozinho, porque o presente e o passado, o pensamento e o sentimento de toda a vida estão ao seu alcance pontas dos dedos. humanidade ". Nesse sentido, Francisco Lara, chefe do serviço de Psicologia Clínica do Hospital Quirónsalud Córdoba explica, por exemplo, que “encontrar um bom livro que nos transporta para outro lugar ativa a imaginação e, além disso, nos permite para fugir da rotina. Por esse motivo, a leitura sempre se torna uma atividade altamente recomendada que reduz a ansiedade e melhora o humor. "

Também detalha, e é algo a se ter em mente, que" o processo de leitura garante a aquisição de conhecimento útil para realizar atividades da vida diária, pois permite melhor socialização, desenvolver empatia ou mesmo proporcionar segurança e autoconfiança ".

Do ponto de vista cognitivo, segundo este especialista," quando lemos eles definiram uma série de processos em movimento no cérebro e certas capacidades são estimulados a fim de interpretar sinais que ativam esquemas de conhecimento que, em última análise, geram emoções. E acrescenta ainda que " processos cognitivos como atenção, concentração ou memória estão envolvidos no curso da leitura, que quando exercitados oferecem atenção e cuidado à saúde mental ".

Por outro lado. por outro lado, ele ressalta que usar a leitura como indutor do sono “não é o mais adequado, mas não há dúvida que um momento de imersão em uma leitura tranquila no papel ou em qualquer aparelho que não irradie luz azul, para que não interfere na liberação de melatonina, pode ser extremamente eficaz para desprezar a ansiedade acumulada durante o dia. ”

Dr. Lara tem várias leituras favoritas, mas neste dia de leitura, ele propõe aos leitores três títulos, as duas primeiras relacionadas com a saúde mental: 'A arte de não amargar a vida' de Rafael Santandreu, 'Os versos torcidos de Deus' de Torcuato Luca de Tena e, por fim, um livro de ficção: 'O velho e o mar' por Hemingway.

Por sua vez, e na mesma linha de seu colega, Dr. Daniel Martín-Fernández Mayoralas, neuropediatra do Complexo Hospitalar Ruber Juan Bravo explica que a leitura é sempre importante para ativar o cérebro, mas é importante, detalha, para todos, tanto para crianças como para adultos. “A leitura pode contribuir para o bom desenvolvimento das emoções (evitando em certa medida distúrbios internalizantes, como depressão ou ansiedade) e também estimula o jogo e a imaginação”, esclarece.

Mas, além disso, trata-se de uma detalhe a ter em conta, "está estabelecido que crianças com má leitura têm problemas emocionais e um risco significativo de ansiedade e, em menor grau, depressão ou distimia." Nesse sentido, ele afirma que "um estudo mostrou melhora quando uma intervenção que cobria as dificuldades de leitura e internalização foi usada".

Na verdade, ele acrescenta, " aquelas crianças para quem seus pais liam em voz alta sobre uma base regular (por exemplo, compartilhando o tempo lendo em voz alta à noite antes de dormir) aprende a ler mais cedo do que seus colegas, melhora seu desempenho em matemática, atinge um vocabulário mais rico e é mais bem-sucedido acadêmico. Além disso, esta atividade compartilhada favorece o vínculo afetivo entre pais e filhos ".

E, a longo prazo, quais os benefícios da leitura para as pessoas? O especialista explica que" is A leitura regular pode reduzir o risco de demência e outros tipos de comprometimento cognitivo mais tarde na vida. Foi sugerido que o incentivo à leitura poderia ser uma estratégia de prevenção primária valiosa, também em crianças. "

Neste caso, o livro recomendado pelo Dr. Martín-Fernández Mayoralas é 'Centuria libro de poemas' o trabalho de vários autores.

 Divulgação científica

Por outro lado, Paloma Méndez de Miguel, neuropsicólogo infantil no Hospital Quirónsalud San José O Hospital Universitário Quirónsalud Madrid destaca que “a leitura é uma habilidade que oferece uma janela para um mundo de possibilidades quase infinitas”. Razão pela qual, entre outras coisas, e vendo como as novas tecnologias deslocam os livros no interesse das crianças e dos adolescentes, « é imprescindível cuidar e desenvolver hábitos de leitura adequados, para não enterrar um hábito com inúmeras vantagens ao nível cognitivo, criativo e emocional ".

Porque, explica ele, como com outros hábitos," o gosto pela leitura não surge espontaneamente e é algo que deve ser "instrumentalizado" . As crianças precisam de uma gestão eficaz do recurso (leitura) para se divertirem, o que muitas vezes exige esforço ». Por isso, defende o Dr. Méndez de Miguel, “forçar o hábito pode ser contraproducente, é preciso saber ser paciente e oferecer conteúdos atrativos, aceitáveis ​​e simples para que possam desenvolver o gozo da atividade”. [19659002] Como? O conselho do especialista é que no início é irrelevante que eles leiam receitas, histórias em quadrinhos, histórias em quadrinhos, histórias com notas inferiores às deles ou escolham leituras com muitas fotos para ter menos texto. «O que realmente importa será automatizar os processos de leitura, gerar hábitos e melhorar o vocabulário e a compreensão. Depois desse momento, vamos adequar os conteúdos aos interesses da criança e com boa motivação, a resistência à leitura será cada vez menor ”, explica.

Neste caso, as recomendações do Dr. Méndez de Miguel é 'O emocionalômetro do Dr. Nilo' por Susanna Isern e Mónica Carretero, bem como 'Contos para educar crianças felizes' por Begoña Ibarrola e 'As emoções de Nacho ' por Liesbet Slegers.

Para Dr. Rafael Hernández Estefanía, cirurgião cardiovascular do Hospital Universitário Fundación Jiménez Díaz e escritor do romance 'Não reviva meu pai, Frederic Larsan' a leitura é um dos «tratamentos mais curativos que os médicos podem prescrever aos pacientes ao longo da vida. "

Por isso, ele indica," na fase de desenvolvimento, a leitura de um livro por mês cria o hábito de leitura, estimula a imaginação, melhora o desenvolvimento do cérebro do adolescente e favorece o aprendizado do vocabulário; enquanto, na idade adulta, a leitura mantém o cérebro ativo, fortalece as conexões neurais e aumenta a reserva cognitiva necessária para garantir seu bom funcionamento no futuro. Finalmente, "nos idosos, os benefícios da leitura são ainda mais evidentes, pois melhoram a concentração e a memória e evitam a temida solidão" .

Também o Dr. Hernández Estefanía faz sua recomendação para o Livro Internacional Dia, embora isso envolva "um exercício de infidelidade a muitas outras pessoas maravilhosas que o acompanharam em sua vida, mas fiquei com ' A montanha mágica ' de Thomas Mann. Como leitor, você gosta de ouvir boas histórias, mas como escritor, você lê para aprender como os gênios escreviam. Este é o livro que eu gostaria de ter escrito. ”

Finalmente, Dr. Josep Maria Farré, psiquiatra do Departamento de Psiquiatria e Psicologia do Hospital Universitari Dexeus de Barcelona afirma que, de facto, existem muitos livros de divulgação excelentes que «colaboram nos esforços dos profissionais de Saúde Mental para que os afectados recuperem o equilíbrio perdido , harmonia emocional, lidar com o estresse. "

Ele também afirma que" ao deixar o ciclo de preocupações e dores de pensamentos intrusos, isso nos ajuda a nos libertar das sombras depressivas e a recuperar as ilusões dissipadas, a superar nossos medos e restabelecer autodireção perdida, aumentando a segurança e a autoestima ".

Mas, além disso, os livros" nos transportam pelos caminhos da aventura e da surpresa das descobertas, da nostalgia e das raízes de nossas vidas através de histórias que evocam esperanças, sonhos e fantasias, amores e tristezas e que navegam por sete mares rumo a horizontes e viagens surpreendentes ». E conclui: "O verdadeiro livro, aquele que não podemos abandonar, aquele que nos faz apaixonar, é aquele que exige que nos entreguemos ao prazer de lê-lo."

Quais são os benefícios da leitura de acordo com especialistas?

Criatividade: ] a leitura é uma janela para o mundo que estimula a imaginação e a criatividade. Pode-se inventar um mundo por meio do conteúdo que se está lendo e que é sempre estimulante para o cérebro.

Ortografia e vocabulário: por outro lado, ler regularmente favorece o vocabulário e a grafia. Para expandir o vocabulário é importante que o texto que a criança lê seja compreensível e a induza a perguntar-nos as palavras que não compreende. A princípio daremos essa resposta, porque se lhe enviarmos remetemos ao dicionário, significará um esforço extra que o ajudará a deixar sua dúvida sem solução.

Favorece a capacidade de concentração : entretanto, para que isso aconteça devemos oferecer conteúdos que os motivem, pois se envolverem muito esforço se desconectarão e resistirão à leitura

Melhora a assimilação e integração das informações: sem dúvida, quanto mais lemos mais fácil desenvolveremos para fazê-lo de forma rápida e eficaz, e o mesmo acontece quando as crianças estudam o conteúdo acadêmico, portanto, a leitura os ajudará a melhorar seu desempenho escolar.

Válvula de escape e hobby saudável: infância e adolescência é o período em que construímos nossa identidade pessoal, nossos valores e também nossos interesses. Ler é um hobby saudável, que possibilita o desligamento e favorece a satisfação pessoal. Tem a vantagem de ser uma atividade que pode ser realizada sozinho, em qualquer lugar e a qualquer hora.

Por tudo isso, é aconselhável promover esse hábito nos menores, não esquecendo que os adultos também são modelos, e sim Será mais fácil para as crianças desenvolverem o gosto pela leitura em um contexto em que a leitura ocupa um lugar importante.

Comentarios

comentarios