Como regra geral, a equipe médica usa o termo herniação ou conização cerebral para se referir a um deslocamento de tecidos no cérebro. Desta forma, o tecido cerebral, juntamente com os vasos sanguíneos e linfáticos e o líquido cefalorraquidiano, movimentam-se anormalmente.

Em qualquer caso, o desenvolvimento de uma hérnia no cérebro pode ter sérias consequências sobre o paciente. De acordo com as áreas afetadas, eles podem apresentar diferentes sintomas ou sinais desta alteração.

Sintomas mais comuns de hérnia ou conização cerebral

Os sintomas desta condição são altamente variáveis ​​e dependem da área do cérebro afetada.

Desta forma, o sujeito pode apresentar uma série de sintomas característicos de hérnia cerebral. Entre eles podemos destacar, por exemplo:

  • Hipertensão.
  • Dor de cabeça ou cefaleia que pode variar em intensidade.
  • Fadiga, fraqueza ou fadiga geral.
  • Tontura, perda de consciência e, nos casos mais graves, coma
  • Fraqueza no pulso. O batimento cardíaco também ocorre de forma irregular, com alto risco de parada cardíaca. Nesse caso, o coração não consegue continuar batendo e, portanto, o paciente pára de mostrar pulso.
  • Dificuldades para realizar a ventilação da maneira usual. O ciclo respiratório é fraco e não segue um ritmo definido. Se a situação médica piorar, o sujeito pode sofrer uma parada respiratória.
  • Distúrbios oculares que mostram uma dilatação das pupilas. Além disso, existem sujeitos que perderam a capacidade de mover um ou ambos os olhos
  • Perda de funções que normalmente processam a área do tronco cerebral. Desta forma, certos reflexos são perdidos, como náuseas, a reação das pupilas à luz e até o piscar.

Causas possíveis

 Ressonância magnética do cérebro de um homem: diagnóstico de hérnia cerebral
O aumento da pressão intracraniana é o principal desencadeador do processo de herniação cerebral

Atualmente, o grupo de especialistas tem conseguido identificar o processo de hérnia cerebral. Assim, estudos mostraram que esta alteração aparece devido ao aumento da pressão sobre a área do cérebro. Finalmente, esse aumento anormal de pressão dentro do cérebro acabaria deslocando abruptamente outros tecidos.

Por outro lado, a equipe de médicos apontou as possíveis causas ou desencadeantes de uma hérnia cerebral. Desta forma, entre as causas mais comuns, podemos citar:

  • Desenvolvimento de tumores no cérebro. Essa classe de alterações pode ter origem no próprio cérebro ou pode surgir da presença de um tumor em outra região do corpo. Neste caso, as células cancerígenas podem ter mudado para este órgão para formar um novo tumor (metástase).
  • Hemorragia na área. Há um acúmulo de sangue neste órgão a partir da ruptura de um vaso sanguíneo cerebral.
  • Inflamação ou inchaço do cérebro que pode ter diferentes causas. Por exemplo, um acidente vascular cerebral ou como um efeito colateral de métodos como radioterapia.
  • Malformações ou alterações congênitas da estrutura óssea do crânio.
  • Presença de abscessos causados ​​por uma infecção do crânio. origem bacteriana ou fúngica. Desta forma, eles se acumulam na região cerebral pus juntamente com outros elementos
  • Formação de edema Um edema é um acúmulo anormal de líquido em uma região do corpo. Neste caso, pode apresentar inúmeros gatilhos, como trauma cerebral ou acidente vascular cerebral, entre outras causas
  • Hidrocefalia.

Diagnóstico de hérnia cerebral

Em primeiro lugar, a equipe de especialistas deve verificar o conjunto de sintomas que o paciente desenvolveu. Para isso, diferentes testes físicos podem ser realizados em conjunto com uma revisão da história clínica do mesmo.

Posteriormente, a causa do aumento da pressão intracraniana deve ser identificada. Como regra geral, os testes são processados ​​para obter imagens internas da área do cérebro. Desta forma, as técnicas mais comumente utilizadas são raios-X, ressonância magnética ou ressonância magnética e tomografia axial computadorizada ou TC

Esperamos que este artigo tenha resolvido várias dúvidas e não hesite em ir ao grupo de especialistas mais

Comentarios

comentarios