Uma equipe internacional de pesquisadores liderada por pesquisadores do Massachusetts General Hospital (MGH) e da Escola de Medicina da Universidade de Exeter, no Reino Unido, identificou 57 regiões genéticas associadas a sintomas de insônia. . Seu relatório, que também indica uma ligação causal entre insônia e doença arterial coronariana, foi publicado na edição online de segunda-feira da revista Nature Genetics.

Comentarios

comentarios