Uma empresa residente em Muro de Alcoi, em Alicante, conseguiu patentear uma máscara protetora para COVID-19 que muda para a cor branca quando a pessoa que a está usando aumenta a temperatura e ultrapassa 37,5 graus centígrados. De acordo com a empresa, essa máscara colabora de forma efetiva no combate à propagação da pandemia do coronavírus. Principalmente naqueles pequenos espaços onde há muita gente, como escritórios ou transportes públicos.

Máscara inovadora que muda de cor

Empresa especializada em impressão têxtil Colorprint Fashion na cidade de Muro de Alcoi, Alicante, patenteou recentemente um tecido inovador com características muito particulares.

É um tecido com elevada sensibilidade térmica com a propriedade especial de mudar para branco quando atinge cerca de 37,5 graus centígrado. Segundo dados da empresa, o tecido utilizado para fabricar este e outros itens tem uma capacidade de filtração bacteriana de 98%.

A empresa indicou que o tecido proposto para a fabricação dessas máscaras de proteção já foi aprovado para uso como máscara higiênica pelo Instituto de Tecnologia Têxtil, AITEX. Desta forma, sua qualidade, durabilidade e eficácia contra a infecção por coronavírus foram certificadas.

Produção diversificada

A empresa Colorprint Fashion, após a eficácia de seu novo produto ter sido verificada , decidiu, além da fabricação em massa de máscaras, continuar a inovação. Ela fabricará produtos vinculados, como pulseiras e adesivos, com a capacidade de detectar rapidamente qualquer mudança de temperatura.

A empresa garante que o tecido seja usado na fabricação de diferentes artigos e todos eles permitem a lavagem com água e sabão sem perder suas propriedades características, principalmente a mudança de cor.

As pulseiras que a empresa desenhou e fabricou são ideais para crianças já que é possível detectar rapidamente e com um simples olhar se a temperatura subiu para mais de 37,5 graus Celsius.

Os criadores acreditam que o adesivo também pode ser uma ferramenta muito prática garantir a saúde pública nos centros de saúde já que é possível controlar rapidamente a temperatura e priorizar os casos em que a febre é comprovada.

Segundo Rafael Torregrosa, fundado Ou e gerente da Colorprint Fashion, o tecido criado foi amplamente aceito e ele acredita que será de grande ajuda para detectar a doença e impedir a propagação do vírus.

Esta é uma notícia muito boa, Sem dúvida, facilitará a detecção e o controle do COVID-19. Compartilhe em suas redes, ajude a divulgar essas informações. Deixe seus comentários sobre esta máscara inovadora que muda de cor.

Comentarios

comentarios