MADRID, 22 de maio (EUROPA PRESS) –

O AVC em pacientes com Covid-19, a doença que causa o novo coronavírus, geralmente é mais grave do que em pessoas não infectadas, segundo pesquisadores da NYU Grossman School of Medicine (Estados Unidos). em um estudo publicado no "Stroke: Journal da American Heart Association".

No entanto, o trabalho mostrou que a incidência de derrames em pacientes com Covid-19 é menor do que ele pensou que, de acordo com os cálculos dos pesquisadores, ocorre em um por cento dos casos, em comparação com dois ou cinco por cento observados em estudos "pequenos" conduzidos na China e na Itália.

"Nosso estudo sugere que o acidente vascular cerebral é uma complicação rara, mas importante, do coronavírus, uma vez que são mais graves em comparação com os que ocorreram em pacientes com resultado negativo para o vírus ", afirmaram especialistas.

Os pesquisadores usaram registros médicos para identificar 32 pacientes com AVC entre 3.556 pessoas que estavam sendo tratadas para COVID-19 nos hospitais NYU Langone em Nova York e Long Island entre 15 de março e 19 de abril.

Posteriormente, eles compararam as características desse grupo com pacientes com AVC sem o vírus admitido no mesmo período de tempo e com pacientes do ano anterior, antes do início da pandemia. Assim, eles observaram que durante o período do estudo, 63% dos pacientes com coronavírus que sofreram um acidente vascular cerebral morreram, em comparação com apenas 9% naqueles sem o vírus e 5% nos pacientes com AVC. pré-pandemia.

Comentarios

comentarios