O que são processos de pensamento?

Os processos de pensamento são o conjunto de ações com as quais o ser humano é capaz de elaborar conhecimentos a partir de estímulos internos e externos, como as representações mentais. Esses processos acontecem dentro da mente e são fundamentais para processar as informações recebidas.

Uma das características do ser humano é sua capacidade de criação e sua habilidade mental. Essas duas capacidades são possíveis em grande parte porque seu cérebro pode absorver conhecimento de qualquer objeto, coisa ou experiência e usá-lo no futuro.

Um dos fatores mais importantes no pensamento humano é o aprendizado. Para ocorrer, processos como observação, comparação, classificação, análise ou descrição são necessários.

Os processos mais imediatos são chamados processos mentais básicos enquanto outros são chamados Processos mentais integrativos .

Cada vez que o ser humano capta informações de fora, ele dá início a esses processos de construção de novos conhecimentos. Com eles, é construída a capacidade de pensar, processar informações, usar esse conhecimento adquirido para eventos futuros ou ter uma atitude crítica.

Processos de pensamento básicos

Os processos de pensamento básicos estão diretamente relacionados a como cada indivíduo percebe a realidade que o cerca. isto. Entre eles estão os da observação, comparação, relacionamento, classificação e ordenação.

Observação

A observação é o processo de pensamento mais básico. Em suma, consiste em prestar atenção a um objeto ou situação para distinguir bem suas características. Deste processo são obtidos os dados mais relevantes sobre o que é observado.

A observação consiste em duas etapas. O primeiro se desenvolve quando os sentidos humanos (visão, audição, tato, paladar ou olfato) apreendem o objeto ou situação em questão. A segunda, mais tarde, ocorre quando a mente reconstrói as informações obtidas pelos sentidos.

Com esta última fase, a pessoa salva as informações sobre as características do que é observado em sua mente, onde permanece para ser usado em o futuro.

Por outro lado, a observação pode ser de dois tipos: direta ou indireta. No primeiro caso, o objeto ou situação é captado diretamente pelos sentidos da pessoa. A observação indireta, por outro lado, ocorre quando essa informação vem de uma fonte secundária, como outras pessoas ou o que se lê em um livro.

  • A título de exemplo, a observação de um carro que sofreu um acidente em um local específico. Lugar, colocar. A pessoa que observa recolhe todas as informações oferecidas pelos seus sentidos: tipo de carro, quais os danos que apresenta, a hora em que ocorreu e, se puder falar a testemunhas, a causa do acidente e seus resultados.

Descrição [19659010] Uma vez que o objeto ou situação tenha sido observado e a mente tenha arquivado a informação, o próximo processo que ocorre é o da descrição.

Nesta etapa, a mente ordena os dados que foram obtidos para ter uma descrição clara de eles. Com isso, você pode imaginar com precisão o objeto ou situação em questão, adicionando cada uma das características à imagem sem ter que olhar para ela novamente. Esta descrição pode ser subjetiva ou objetiva.

Para desenvolver o processo, a mente responde a várias perguntas sobre o que é observado: O que é? Como é? Quais são as características que possui? e qual a sua função?, entre outras.

  • Um exemplo deste processo seria a forma como a mente armazena as informações obtidas após ter observado uma paisagem. Com os dados obtidos, cada elemento principal é internalizado para que, posteriormente, a pessoa possa recuperar a imagem bem ordenada com todas as suas características.

Comparação

Este processo foi descrito como a extensão da observação. Nesse caso, a mente compara as características de dois ou mais objetos ou situações enquanto observa.

Nessa comparação, tanto os elementos comuns quanto as diferenças são identificados, observando as variáveis ​​qualitativas e quantitativas. Com isso, a organização da informação dentro da mente é favorecida.

A faixa que vai do idêntico (quando os objetos observados são iguais) ao oposto (quando são opostos) é progressiva e inclui parâmetros como semelhantes ou diferentes .

  • Este tipo de processo é realizado, por exemplo, quando várias pessoas são observadas prestando atenção a aspectos como a altura.

Características essenciais-relações

Todos os produtos de dados de observação e comparação são processados ​​pela mente para encontrar relações entre eles.

Ocorre quando, após observar e selecionar uma variável principal, a mente elabora as semelhanças ou diferenças.

  • Neste processo, por exemplo, a pessoa relaciona as diferentes cores de um objeto que tem foi observada e encontra as mais semelhantes ou mais díspares.

Classificação

O objetivo mais importante deste processo é fazer a melhor classificação possível. Para isso, é essencial escolher a variável mais proeminente do objeto e da situação.

Uma vez selecionada essa variável, a mente ordena os diferentes elementos observados de acordo com ela. A variável não precisa ser física (cor, tamanho, altura, etc.), mas também pode ser o uso ou outro elemento de interesse.

O objetivo principal da classificação é encontrar a melhor ordenação possível, uma vez que o Ao pesquisar um determinado item que foi classificado, é mais fácil encontrá-lo

  • Se, por exemplo, diferentes aparelhos elétricos forem observados, uma possível classificação seria de acordo com sua função: resfriamento, aquecimento, limpeza de roupas, etc.

Processos de pensamento integrativos

Uma vez que os processos básicos tenham sido concluídos, a pessoa será capaz de usar a informação adquirida para especificar o pensamento. É então quando aparecem os processos integrativos.

Análise e síntese

Durante a análise, a mente separa cada um dos componentes dos objetos ou situações observadas para encontrar seus princípios básicos. Para isso, separa as diferentes variáveis ​​e características do todo a ser analisado.

Seguindo o exemplo dos eletrodomésticos, este processo analisaria cada uma das variáveis, desde a sua função até ao seu tamanho. Essa análise deve ter um objetivo final, como encontrar o dispositivo que se adapta às nossas necessidades.

Ligado à análise está o processo de síntese. Trata-se de chegar a uma conclusão com todas as informações que foram adquiridas.

Essa conclusão tem um importante elemento subjetivo, uma vez que duas pessoas diferentes podem chegar a conclusões diferentes sobre o mesmo objeto. Assim, pode-se dar mais importância ao tamanho de um carro, enquanto outro coloca o foco no custo da gasolina.

Avaliação

Com esse processo, o indivíduo avalia e faz um julgamento sobre o objeto ou situação que possui foi observada.

Esta etapa é desenvolvida em todas as áreas da vida. Por exemplo, este processo ocorre quando alguém tem que avaliar se um livro é adequado para uso na escola. A pessoa responsável por tomar a decisão deve lê-la e julgar com todos os dados a seu crédito.

Comentarios

comentarios