Precisamos de selênio para nos sentirmos emocionalmente equilibrados e ter defesas contra muitas doenças. É necessário, por exemplo, para a síntese de selenoproteínas, enzimas que participam de um processo tão importante quanto comunicação entre neurônios.

Uma deficiência de selênio pode causar um humor adverso, confusão mental ou ansiedade. É também um catalisador para a produção ativa do hormônio tireoidiano. Além disso, é necessário para o funcionamento adequado do sistema imunológico e para a motilidade dos espermatozoides, e reduz o risco de aborto espontâneo.

Em alguns estudos, a baixa ingestão de selênio está associada a um risco aumentado de doenças crônicas em geral, embora Os resultados de alguns estudos sugerem que isso afetaria pessoas com peculiaridades genéticas específicas.

10 dúvidas sobre o selênio, um nutriente essencial

Um em cada dois espanhóis não recebe uma dose diária suficiente de selênio, de acordo com um estudo publicado em

The Lancet. Para evitar deficiências em uma dieta vegetariana, é essencial consumir legumes, nozes, sementes e grãos inteiros diariamente. Os sintomas de deficiência são cansaço, falta de concentração, unhas e cabelos quebradiços, fraqueza muscular ou tendência a resfriar-se com frequência.

1. Quais alimentos são ricos em selênio?

Além da castanha do Brasil, aveia e arroz integral (39 mcg em 100 g), shiitake (24,8 mcg em 100 g) e arroz integral também são ricos em selênio. Sementes de chia (10 mcg em 30 g), linho (7 mcg em 30 g) e gergelim (12 mcg em 30 g). Em menor quantidade, também é encontrado em legumes (especialmente feijão branco e lentilhas), brócolis ou alho.

2. De quanto selênio precisamos por dia?

De acordo com a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos, a dose diária recomendada para mulheres e homens com idade entre 19 e 70 anos é de 55 mcg. Para adolescentes e mulheres grávidas, a dose aumenta até 70 mcg por dia (em alguns países é um pouco mais). Essas quantidades podem ser alcançadas com uma boa seleção de alimentos.

Artigo relacionado

 Selênio de castanha do Brasil

7 sintomas de deficiência de selênio


3. O que acontece se você sofre de deficiência de selênio?

As consequências são diversas. Ele enfatiza que os danos causados ​​pelos radicais livres nos tecidos aumentam e que não é possível produzir hormônio tireoidiano em quantidade suficiente. Se houver uma deficiência comprovada, é aconselhável tomar um suplemento adequado sob supervisão profissional.

4. Como é diagnosticada a deficiência de selênio?

Para avaliar o estado nutricional, os níveis sanguíneos não são medidos, que dependem das últimas ingestões, mas uma análise mineral do cabelo é solicitada. Mas não espere por um teste para incluir variedade e quantidade suficiente de alimentos ricos neste mineral.

5. Como o selênio atua na função da tireoide?

Ele está envolvido na formação do hormônio da tireoide T3 e protege a glândula contra a ação dos radicais livres. Esses compostos aumentam a concentração de peróxido de hidrogênio, que pode danificar os tecidos delicados da tireoide.

6. De que depende a absorção de selênio?

Os alimentos contêm selênio orgânico, que é mais bem absorvido pelo intestino do que o inorgânico encontrado na maioria dos suplementos. Se tomarmos um suplemento, uma boa opção é escolher cápsulas ou comprimidos de fermento cultivados em um meio rico em selênio.

7. Como isso influencia a imunidade?

A capacidade de sintetizar células defensivas, como natural killers ou fagócitos, que nos defendem de patógenos e eliminam células pré-cancerosas, diminui com um nível insuficiente de selênio. Além disso, um nível ideal melhora a resposta antiinflamatória.

8. O selênio é importante para a fertilidade?

A deficiência de selênio está associada à redução da capacidade reprodutiva. O selênio está envolvido na formação da testosterona, melhora a mobilidade do esperma e estimula a formação do esperma. Por outro lado, reduz o risco de aborto espontâneo.

Artigo relacionado

 antioxidante de selênio

Selênio: como obtê-lo e por que ele é essencial para seu corpo


9. O excesso de selênio é prejudicial?

Pode ser. Os sintomas de ingestão excessiva de selênio incluem distúrbios gastrointestinais, lesões cutâneas infectadas, gosto metálico na boca e hálito com cheiro de alho devido à expiração do seleneto de dimetila. É recomendado não tomar mais de 400 mcg por dia.

10. A suplementação é recomendada?

Um bom suplemento de selênio deve conter seleniometionina, já que nesse formato o corpo pode absorver até 90%. Deve-se observar que os suplementos podem interferir com alguns medicamentos, portanto, é necessário consultar o médico.

<! –

->

Comentarios

comentarios