A música é uma linguagem universal que conecta pessoas de todas as idades e estilos de vida. A música beneficia jovens e idosos, emocional e espiritualmente. É usado de muitas maneiras para aprofundar as emoções de uma pessoa e abri-las. Como a música pode afetar uma pessoa emocional e cognitivamente, mais do que qualquer instrumento poderia fazer, ela agora é bem aclamada e pode até mesmo ser usada terapeuticamente para várias condições, tanto mentais quanto físicas. Saiba mais sobre os incríveis benefícios da musicoterapia para crianças autistas

As terapias chegam a encorajar as pessoas a aprenderem instrumentos musicais, já que esse método pode curar e ajudar melhorar vários aspectos da saúde. A musicoterapia pode até mesmo ser usada efetivamente para beneficiar pessoas com autismo

A conexão surpreendente entre música e autismo

O autismo é uma condição na qual existem deficiências complexas de desenvolvimento em habilidades sociais, cognitivas e cognitivas. verbal A condição aparece nos primeiros três anos de vida da criança e isso pode ter um efeito duradouro no desenvolvimento da fala. Embora o autismo não seja uma condição curável, os métodos corretos para ajudar pessoas com autismo podem fazer uma grande diferença em suas vidas.

A musicoterapia é útil em casos de autismo porque pode ajudar a estimular o autismo. cérebro, especificamente as partes subdesenvolvidas do autismo. Estudos mostraram melhorias significativas em pessoas com autismo que são regularmente expostas à música. Esta é uma mudança otimista para casos de autismo

Como a musicoterapia ajuda crianças autistas

Melhor comunicação

Crianças com autismo podem ter dificuldade em compreender e seguir comandos verbais. Cerca de 30% das crianças autistas têm dificuldade em se comunicar e se expressar verbalmente. Em vários casos, essas crianças também podem ter dificuldade em compreender a linguagem corporal combinada com comandos verbais

. Pesquisas mostraram que a musicoterapia pode melhorar a compreensão e a compreensão, conectando as funções motoras e auditivas do cérebro. Através de comandos verbais repetitivos, juntamente com a música, as crianças podem mostrar melhoria no rastreamento e compreensão, por sua vez, a comunicação se torna um processo mais suave.

Regulamentação sensorial

um instrumento poderoso e pode ajudar as pessoas a se concentrarem e serem mais atentas. Verifica-se que as sugestões verbais com música são mais fáceis de seguir. Isso inclui movimentos corporais, ver, tocar, ouvir e, em alguns casos, cheirar e saborear. Com a ajuda da música, as crianças são encorajadas a explorar mais suas habilidades sensoriais e são capazes de descobrir coisas novas que possam interessá-las e ajudar no seu desenvolvimento.

Habilidades Comportamentais

Foram realizados estudos sobre os efeitos de musicoterapia em crianças com autismo que têm inquietação, aborrecimento e agressão em seu comportamento. Os estudos mostraram que essas crianças que foram expostas a musicoterapia por pelo menos uma hora por semana tiveram um desenvolvimento positivo em seu comportamento e foram capazes de reduzir a inquietação. O estudo mostrou a maior melhoria para as crianças que são menos atentas. Este é um tremendo desenvolvimento na conexão entre musicoterapia e autismo.

Habilidades sociais

Um dos sintomas do autismo é não ser capaz de interagir socialmente e as crianças preferem brincar sozinhas. Isso pode levar ao subdesenvolvimento das habilidades sociais das crianças, o que afeta ainda mais os adultos. Através da musicoterapia, observou-se que as crianças se tornam mais interativas, podem expressar melhor suas emoções e se relacionar com outras crianças durante a sessão de terapia. Essas crianças que passam por musicoterapia regularmente todas as semanas têm mostrado melhora contínua na interação social.

Emoções

As crianças com autismo têm mais dificuldade em regular e filtrar suas emoções, especialmente as emoções que levam ao estresse e a ansiedade. Os estudos realizados no campo da musicoterapia mostraram que a terapia tem um desenvolvimento positivo para poder expressar suas emoções e reduzir as formas de estresse e ansiedade. Música clássica e constante tem um efeito calmante e as crianças podem regular suas emoções e expressá-las com clareza.

A introdução de uma criança autista à música

A pesquisa sugere que a intervenção precoce é importante para melhorar e reduzir os sintomas do autismo. Apresentar música a uma criança com autismo não é um desafio e com o apoio certo, uma criança com autismo pode ser motivada a começar a ouvir e a apreciar a música. Dar-lhes aulas de música é outra maneira eficaz de introduzir música. Desta forma, eles podem explorar suas próprias habilidades e aprender a apreciar a música que eles criam.

Existem várias opções para introduzir música a uma criança com autismo. Se preferir, você pode ter aulas particulares de música no começo para se sentir mais confortável. Programas de música também são oferecidos em escolas que podem permitir que eles interajam com outras crianças e os ajude a desenvolver suas habilidades sociais.

Os incríveis benefícios da musicoterapia para crianças autistas

5 (100%) 1 votação

Comentarios

comentarios