Embora por muitos anos tenha sido – e ainda seja – um ingrediente muito comum nas receitas caseiras de milhares de famílias mediterrâneas, há muitas pessoas que, embora apreciem seu sabor e o valorizem como comida, ainda não sabem as propriedades saudáveis ​​que este vegetal interessante contém. Descubra as propriedades da pimenta vermelha e os benefícios para a saúde.

Se você pensa que é uma dessas pessoas e gosta de seu sabor, mas deseja saber mais sobre o que esse alimento pode fazer por você, siga lendo porque abaixo investigamos seu valor nutricional para descobrir a quantidade de nutrientes e qualidades interessantes que a pimenta vermelha pode trazer ao nosso corpo.

Um alimento muito saudável

A primeira coisa que você pode estar interessado em saber é que este alimento crocante e surpreendentemente doce contém 1,25 gramas de proteína, 4,20 gramas de carboidratos e 4,20 gramas de açúcar por 100 gramas, então é um alimento muito saudável que não contém gordura e que fornece apenas 32,90 calorias, o que o torna adequado e recomendado para dietas de emagrecimento.

Há mais benefícios: também contém caroteno oides, luteína, fibra, sódio, potássio, fósforo, flavonóides, licopenos, capsaicina, zinco, água e magnésio; portanto, não se pode duvidar de que é definitivamente um ingrediente muito completo!

Deve-se notar que a pimenta vermelha representa uma boa fonte de carotenos, entre os quais está a capsantina , que é aquele pigmento com propriedades antioxidantes que tem a cor vermelha que muitos alimentos dessa cor apresentam, e a pimenta vermelha é uma delas.

Por sua vez, devemos enfatizar que esse alimento também possui antioxidantes o que é muito bom para a nossa dieta, o corpo e também para a nossa dieta, para que seja mais jovem se o que queremos é maior elasticidade.

Embora tenham aquela quantidade importante de licopeno que é um caroteno que também vemos em outros alimentos como tomate e é muito bom.

Quantidade de vitaminas

Além disso, entre seus benefícios, podemos encontrar as vitaminas A, E, B9, B6, K e C, todas muito importantes para o bom funcionamento do nosso corpo. E é que embora existam vários alimentos que incluem diferentes tipos de vitaminas, a pimenta vermelha é altamente valorizada porque, especificamente falando da vitamina C, sabemos que esse alimento contém quase 300 por cento da ingestão diária recomendada dessa vitamina.

E isso atua como um poderoso antioxidante e favorece a absorção correta de ferro tornando-o ideal para pessoas que tendem a sofrer de deficiência de ferro e que tentam manter uma dieta com um alto componente de ferro.

Inclui pimenta vermelha melhorará sua absorção, portanto, adicioná-la aos seus pratos como acompanhamento será uma decisão muito benéfica!

A vitamina A, por sua vez, ajudará você a manter e a melhorar a visão (especialmente noturna) e B6 pode nos ajudar a melhorar a ansiedade (especialmente a relacionada à síndrome pré-menstrual), reduzir a inflamação e prevenir a hipertensão, pois é um excelente diurético natural.

A maneira inteligente de consumi-los

Para se beneficiar de todas essas qualidades, mas devemos levar em conta várias coisas e é que nem tudo vai cozinhar pimentões vermelhos por exemplo, fervê-los é altamente desaconselhável, pois a maioria de suas vitaminas são solúveis em água e quando entram em contato com a água se dissolvem.

Outra informação que será útil, por exemplo, é saber que a melhor época para o seu consumo é o verão, pois no inverno costumam ser mais caros, mas deixando isso de lado, uma das melhores coisas deste ingrediente é a sua versatilidade, que é que existem muitas formas de consumi-lo cru .

Desde usá-lo como crudité para acompanhar homus até incluí-lo em nossas saladas, fazendo com eles um patê de pimenta assada ou fazendo um molho que acompanha algumas batatas, o leque de opções é muito amplo : macarrão com pimenta vermelha e frango, um prato de pimentos piquillo, um pouco de feijão verde com pimenta, um ratatouille, um timbale de escalibada …

Aqui não há problema porque pode ser misturado com muita comida e você vai conseguir muitos boas receitas que levam lá o pimentão para acompanhar normalmente.

Se você gosta, está com sorte porque é o mais fácil de consumir e também oferece o ponto positivo de não conter capsaicina (algo que o colorau e a pimenta malagueta fazem incluem) e que podem produzir uma sensação de queimação intensa na boca.

Então vá em frente e consuma-os sabendo que também são uma ótima opção para quem não costuma gostar de vegetais comer algo diferente e saudável. Eles já estão em sua lista de compras?

Comentarios

comentarios