MADRID, 16 de junho (EUROPA PRESS) –

O Ministério da Saúde recomendou evitar o consumo de tabaco, bem como produtos relacionados, em espaços de hospitalidade enquanto durar a pandemia de Covid-19 , a doença que causa o novo coronavírus.

O departamento chefiado por Salvador Illa falou assim depois que a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que alguns produtos de tabaco, como narguilé, podem facilitar a transmissão do Covid-19, pois geralmente são usados por várias pessoas.

Além disso, a Sociedade Espanhola de Pneumologia e Cirurgia Torácica (SEPAR) também alertou que o ato de fumar ou 'vaping' aumenta a possibilidade de transmissão do vírus pela boca, no caso do cigarro convencional, do cigarro eletrônicos ou narguilés foram contaminados com o vírus.

Além disso, o Ministério da Saúde informou que a SEPAR também concluiu que, ao fumar e exalar a fumaça, tabaco convencional ou dispositivos eletrônicos, são expelidas pequenas gotículas respiratórias que podem conter carga viral e ser altamente contagiosas.

Por tudo o exposto, e em aplicação do princípio da "precaução", a Health recomendou observar medidas especiais de higiene em relação ao consumo de todos os tipos de produtos de tabaco e produtos relacionados durante a pandemia de Covid-19, evitando seu consumo em espaços de hospitalidade.

Por fim, o Ministério aconselhou a eliminação do uso compartilhado de tubulações de água, em aplicação das disposições das respectivas ordens ministeriais do Plano de Transição para uma nova normalidade.

Comentarios

comentarios