A síndrome do coração festivo é o que pode acontecer depois das festas em que gastamos um pouco com comida e bebida. Embora seja verdade que esses feriados são feitos para comemorar com amigos e família, esses bons momentos muitas vezes levam a um excesso de indulgência. Excesso de alimentos, doces e álcool podem causar danos ao corpo, e a síndrome do coração do feriado ou problemas cardíacos podem ocorrer após a ingestão de alimentos muito salgados ou bebidas alcoólicas . Portanto, embora não haja problema em festejar, é sempre aconselhável fazê-lo com moderação.

Por que ocorre a síndrome do coração festivo?

Às vezes, mesmo pessoas saudáveis ​​podem sentir um ritmo cardíaco acelerado ou batimento cardíaco alterado após beber muito álcool . Isso pode ser normal e não é motivo de preocupação.

Como dizem os profissionais, o álcool e alimentos salgados aumentam a pressão arterial . O que pode levar a um risco de insuficiência cardíaca em pessoas que não têm um coração totalmente saudável.

Para muitas pessoas os feriados equivalem à abundância de alimentos especiais, como biscoitos, doces e pratos ricos . E como geralmente não se trata de uma única refeição, mas sim de uma rodada de comida, bebida e entretenimento, é muito diferente do resto do ano.

Cuidado com os excessos

Geralmente estamos rodeados de muita comida durante as datas de Natal, final do ano e Reis. Portanto, seja com colegas de trabalho, amigos ou familiares, tendemos a comer alimentos que são muito diferentes de nossa dieta habitual l.

É importante antes de ir a uma festa, fazendo nossos pedidos e planejando como ao que podemos comer e beber, sem excessos. Os especialistas recomendam evitar totalmente os doces de Natal e tomar consciência do que se come e das quantidades, para evitar a síndrome do coração festivo.

É recomendado quando você vai ter um grande jantar festivo, permanecer durante o dia com dieta mais leve e em menor quantidade que o normal. Outra forma de não ficar tentado a comer muito é comer alguma coisa antes de ir para a festa, para evitar a tentação de exagerar . E quando se trata de sobremesas, experimente uma pequena porção.

Nas festas, cuidado especial deve ser tomado com alimentos ricos em creme, açúcar ou sal. É aconselhável não beber álcool em excesso. Uma bebida deve ser saboreada tomando um gole lentamente ao longo da noite, para não beber muito.

Considerações após a festa

Depois, após ter comparecido a um grande festa com comida e bebida em abundância. Como podemos aliviar uma ressaca, que pode levar a ainda mais estresse, levando à síndrome do coração festivo .

Também tende a aumentar a pressão arterial e, se isso acontecer, algumas pessoas acabam tendo insuficiência cardíaca, porque é como um ciclo vicioso . Portanto, é muito importante observar o que você come e faz nessas datas.

É recomendado monitorar seu peso e pressão arterial durante as férias, especialmente se você já tiver um problema cardíaco. Quando os resultados são preocupantes, a melhor alternativa é procurar um profissional médico.

O risco de um ataque cardíaco pode atingir o pico durante as férias . Embora a síndrome do coração festivo seja reconhecida há 40 anos, a razão pela qual o álcool tem esse efeito no coração ainda não é muito bem compreendida.

Álcool e seus terríveis efeitos

afirmam que o álcool afeta os sistemas nervoso simpático e parassimpático, junto com muitas outras funções do corpo que têm o potencial de induzir arritmias cardíacas. Sempre que o músculo cardíaco é afetado, o sistema elétrico do coração também pode começar a funcionar mal.  Festa

Não apenas devido ao consumo de álcool, feriados ou partes podem afetar o coração, outras causas também relacionadas a esses eventos podem influenciá-lo. Como finanças e economia doméstica, compra de presentes e criação de uma família. São situações que podem causar mais estresse por um tempo. A dieta também pode aumentar o desconforto, devido ao consumo de doces e sobras de vários alimentos ricos em casa.

Tanto uma festa de Natal quanto visitas familiares farão quebrar o rotina, como dormir e se exercitar. Portanto, não é surpreendente que o número de ataques cardíacos tenda a aumentar a cada ano durante esses meses.

Depois de tudo o que foi dito, podemos deduzir que a síndrome do coração festivo não é necessariamente perigosa em si, nem em todos os casos. Pode assustar-nos ter um batimento cardíaco acelerado ou batimento cardíaco saltado, mas se isso não for acompanhado por alguns outros sintomas ou antecedentes, provavelmente irá se resolver e desaparecer por conta própria, sem maiores problemas.

Comentarios

comentarios